Sobre 25 coisas com 25 anos…

Devaneios

25anos
como escolher fotos para esse post? missão mais difícil! falta tanta gente, tantos momentos…

[Alerta de post grande e sentimental!]

Hoje é o meu aniversário e, como o título já diz, completo meu primeiro ¼ de século. Jeito dramático de falar 25 anos, né? Anyway, eu sempre fui empolgadíssima com aniversários. Acordava toda animada e me sentindo super especial, porque afinal, aquele era o MEU dia. Na minha família, temos a tradição de acordar o aniversariante da casa cantando parabéns, com seu bolo preferido, velinha acesa e os presentes. Com 15 anos eu fui morar em Salvador (e com 18 em São Paulo), então fui a primeira da casa a deixar a tradição (era muito difícil estar com toda a família, já que era sempre véspera de prova ou estava trabalhando). Ainda assim, dormia ansiosa na noite anterior, usava alguma peça de roupa nova e aproveitava o dia 17 com o carinho das pessoas queridas que foram surgindo nas minhas novas cidades.

Até que 2015 chegou e eu simplesmente não queria mais aniversários. Não fiquei na expectativa, não fiz contagem regressiva. Eu nem vi o dia 17 chegar dessa vez, ele simplesmente chegou! Não sei se foi o ano, ou porque estou mais velha, mas a vida tá passando mais rápido do que eu consigo lidar. E eu só queria congelar nos 24 anos e tentar realizar tudo, aproveitar tudo, conquistar tudo que eu sonhei antes de seguir em frente.

Com 25 anos ainda dá pra ser sonhadora? Ainda dá pra acreditar em contos de fada? Dá pra ligar chorando pro pai quando achar difícil tomar uma decisão da vida adulta? Dá pra pedir pra mãe cuidar de cada coisinha que eu sentir? Ou pedir pra avó fazer massagem no pé e ouvir histórias do avô? Dá pra só usar caneta colorida na agenda e emoji de princesa pra se definir? Porque estudar muito, trabalhar mais ainda, ter responsabilidade e maturidade eu aprendi cedo… Mas pode tudo isso com uma proteção básica? A vida diria que não. Minha família e amigos diriam que sim (UFA!).

O peso da idade bateu nas minhas costas (ou na minha consciência), mas no fundo no fundo, eu sei que vivi muita coisa linda nesses 25 anos e tudo que quero no dia de hoje é AGRADECER.

E para agradecer a Deus, minha família, meus amigos e todos vocês que acompanham meu blog (e que passaram a ser parte importante e especial da minha vida), e para guardar de recordação, eis minha lista de 25 coisas que fiz/vivi/realizei/aprendi com 25 anos. E por todas elas, obrigada universo!

#1 – Morei em 3 cidades. E todas as minhas mudanças ocorreram com um objetivo que, felizmente, eu consegui cumprir. Mas essa história não para em São Paulo e em breve eu conto mais para vocês! (clima de mistério e emoção HAHA)

#2 – Conheci muitos países, e fiz dessas viagens minhas memórias e bens mais preciosos. A lista inclui algumas cidades em: Portugal, Argentina, Chile, Estados Unidos, Grécia, Holanda, Itália, França, Inglaterra, República Checa, Espanha, Áustria e Turquia. E um dos meus maiores sonhos é conhecer muitos mais!

#3 – Me arrependi de coisas que eu fiz. Me arrependi de coisas que eu não fiz. E descobri o que eu prefiro sentir.

#4 – Passei em primeiro lugar no vestibular da faculdade que sonhava fazer (e única que tentei entrar). FAAP maravilhosa, para os íntimos. Rs!

#5 – Ganhei o primeiro concurso de criatividade dessa mesma faculdade, viajei para França e participei do Cannes Lions, o maior festival de criatividade do Mundo.

#6 – Consegui meu primeiro estágio em uma grande agência de publicidade, e lá aprendi mais sobre ser adulta/profissional do que sobre propaganda. E como isso foi válido para minhas futuras experiências!

#7 – Realizei o sonho de estudar atuação profissionalmente e senti no palco uma das melhores emoções da minha vida.

#8 – Ocupei meu tempo nos últimos 25 anos com coisas que me inspiram e me fazem realizada, como: ballet, teatro, aulas de inglês, aulas de espanhol, jazz, aulas de piano, cursos de comunicação como Transmedia Storytelling e Design Thinking etc.

#9 – Vi promoções e ativações que planejei para grandes marcas acontecendo, com gente participando, elogiando e postando.

#10 – Criei o meu blog e o meu canal no Youtube. Uma exposição que eu não teria coragem uns 4 anos atrás, quando não conhecia tão bem essa profissão e seus horizontes, o que seria triste pois eu já gostava de tudo que envolvia. Mas cheguei nos 25 assim, pronta e decidida a me expressar, criar e compartilhar.

#11 – Me apaixonei pela moda como arte e expressão da minha identidade e criatividade.

#12 – Criei mais projetos e tive mais ideias do que poderia botar em prática nesses 25 anos. Ainda bem que ainda vem muito mais!

#13 – Fiz duas tatuagens que significam muito pra mim: uma que simboliza proteção, comunhão e equilíbrio (e que fiz com minha família); e um mapa mundi que representa minha vontade de explorar o mundo e tudo que ele tem para me oferecer nessa jornada.

#14 – Fiz poucos e verdadeiros amigos, que continuam especiais e verdadeiros não importa quantos km de distância estejamos um do outro. (Beijos Cute, Lara, Nina, Mabê, Cuca, Breno Godo, Leleco, Chiu, Rom/Nana…)

#15 – Engordei, emagreci, fiquei loira, voltei pro castanho natural… Só falta o cabelo rosa! Minha mãe me mata, mas esse dia vai chegar.

#16 – Aprendi a conviver comigo mesma: altura, corpo, até espinhas!  Isso foi mais recente, mas acho que no tempo certo.

#17 – Eu falo MUITO, absurdo, pelos cotovelos. Mas aprendi a importância de escutar e hoje sei me calar.

#18 – Troco fácil o hamburguer pela saladinha. Mas nunca dispenso a sobremesa. Haja academia…

#19 – Sonhei muito, mais acordada do que dormindo. E continuo assim! Porém mais focada em como realizar e mais planejadora do que nunca. Ou noiada HAHA.

#20 – Comemorei aniversário sentada no palco de um show do Skank, no mar da Ilha de Itaparica, em balada, em casa num domingo com pizza, vestida de princesa, dividindo o parabéns com o irmão que faz aniversário 5 dias antes, entre outras 20 histórias…

#21 – Passei 3 anos em Salvador praticamente ignorando a praia. Mas agora não saio do mar toda vez que vou pra lá.

#22 – Planejei, criei, apresentei projetos e aprendi muito em 3 agências, com grandes profissionais, clientes internacionais (que sonhava em trabalhar na época da faculdade), e histórias que guardarei pra sempre na memória.

#23 – Escrevi cenas para uma websérie que não rolou, cartas que chegaram ao seu destino e outras que nunca enviei, diários e até matérias para duas revistas queridas: a Conquiste e a QShow. E com certeza quero escrever e explorar muito mais esse lado!

#24 – Chorei com filmes emocionantes, virei madrugadas lendo livros viciantes, decorei falas para cenas dos mais diferentes gêneros e as vezes acordo me sentindo protagonista de um filme do Woody Allen.

#25 – Fui aceita em mais uma faculdade dos sonhos, agora para o meu mestrado! Ano que vem promete uma grande aventura, e em breve compartilharei mais com vocês! Aguardem e se preparem para as novidades também aqui no Mafancy. E obrigada por me acompanhar! 🙂

Comentários